A execução de George Bolena

Na manhã de quarta-feira, 17 de maio de 1536, George Bolena, Norris, Weston, Brereton e Smeaton foram conduzidos para fora da Torre para um cadafalso. George Bolena, Lorde Rochford, foi o primeiro a ser morto. Têm-se o seguinte registro:

“O visconde Rochford, irmão da rainha Ana Bolena, foi decapitado com um machado em cima de um andaime antes da Torre de Londres. Ele fez um discurso muito católico para o povo, dizendo que ele não tinha ido ali para pregar, mas para servir como um espelho e exemplo, reconhecendo seus pecados contra Deus e contra o rei, e declarando que não precisava recitar as causas pelas quais ele foi condenado, porque ele não daria ao povo o prazer de ouvi-las. Seu primeiro desejo era a misericórdia e o perdão de Deus, e, posteriormente, o rei e todos os outros a quem possa ter ofendido, e esperava que os homens não seguissem as vaidades do mundo e os lisonjeiros da corte, que o haviam levado para esse fim vergonhoso. Disse que se tivesse seguido os ensinamentos do Evangelho, que ele havia lido muitas vezes, não teria caído em tal perigo, porque um bom executor é muito melhor do que um bom leitor. No final, ele perdoou aqueles que o condenaram à morte, e pediu ao povo para rezar pela sua alma”.

A Crônica Espanhola do rei Henrique VIII da Inglaterra diz:

“Então, o visconde voltou-se para o povo e disse ao ouvido de muitos: “Peço-vos para rezar por mim, pelo julgamento pelo qual tenho de passar eu sou inocente, e não sabia que minha irmã era má. Inocente como seu, eu oro a Deus para ter misericórdia de minha alma”. Então ele se deitou no chão com a cabeça sobre o tronco, e o carrasco deu três golpes, e assim aquele pobre visconde morreu”.

Eu fico arrepiada ao pensar que George levou três golpes do carrasco para morrer. Uma execução por decapitação já é bastante assustadora, mas sempre se espera que os presos morram de um golpe rápido. Três soa bastante terrível.

Smeaton foi o último a morrer. A visão que estava diante dele deve ter sido horrível. O tronco flutuando num mar vermelho cercado de corpos e cabeças ensanguentadas. Ainda assim ele conseguiu encontrar coragem para pronunciar algumas palavras (“Mestres, peço a todos vocês que orem por mim, pois eu mereço a morte”) e, em seguida, colocar sua cabeça sob o tronco. A Smeaton foi concedida a “misericórdia” de ser decapitado, ao invés de enforcado e esquartejado, por não ser um nobre. Pensa-se que isso foi devido a cooperação dele com os inimigos de Ana.

Os corpos mutilados permaneceram lá até os funcionários da Torre tirarem suas roupas e os empilhar em um carrinho que os transportaria até os seus locais de repouso final. George, como um nobre, foi levado para a Capela de São Pedro ad. Víncula, onde, de acordo com John Whitcombe em “A História da Antiguidade em Londres”, de 1821, seu corpo e cabeça foram enterrados no altar-mor.

O discurso de George foi submetido a inúmeras especulações desde a sua morte. George Cavendish diz que George era um pecados miserável merecedor da morte, e que ao dizer “caído em tal perigo”, ele quis dizer sobre suas promiscuidades com as mulheres. Retha Warnicke acha que ele estava sugerindo atividades homossexuais, embora não há nenhuma evidência de que George era outra coisa senão heterossexual.

Ele poderia, sim, ter falado de sua promiscuidade, assim como a maioria dos amigos íntimos de Henrique. Entretanto, a única fonte sobre os casos de George vêm de Cavendish, que não é uma testemunha imparcial. Eu acho que esse fato acabou sendo exagerado ao longo do tempo, porque nenhum outro inimigo dos Bolena achou esse comportamento de George escandaloso o suficiente para comentar.

Costuma-se dizer que Ana testemunhou a execução de seu irmão e dos outros homens acusados, mas para que isso acontecesse os oficiais da Torre teriam de mudar Ana para outros apartamentos o que, de acordo com Eric Ives, é bastante improvável.

O discurso de George também é incrivelmente honrado. Ele não falou sobre injustiças, nem sobre Ana. No século XVI, não era digno fazê-lo, eu acho que Ana e George foram honrados até o fim. Seus discursos submissos não só protegeram a sua família, mas seus discursos foram extremamente honrosos. Eles iriam ter uma morte injusta e desonrosa, mas acho que, para eles, era importante e confortante que se enfrentasse a morte com honra.

Ana e George viveram vidas de drama extraordinário. Hoje se fala muito deles por causa da vida que levaram e a morte que sofreram, assim como a incrível coragem que tiveram ao enfrentar a morte. Ana também é sempre admirada por isso, e me sinto muito apaixonada pela coragem e honra de George, e acho que essas pessoas não deveriam ter suas reputações manchadas por especulações sem fundamento.

Acredito firmemente que tanto George Bolena e Ana Bolena tinha uma fé verdadeira e que os sustentou durante esses últimos dias na Torre de Londres. Eles sabiam que iam morrer, mas eles também acreditavam que eles estariam com o seu Criador, no Paraíso.

Tudo o que eu penso sobre George Bolena, sua vida pessoal e seu comportamento – se você acredita que ele era um libertino imprudente ou que ele era um diplomata e poeta talentosos – George Bolena não merecia uma morte tão terrível e ainda ter sua reputação denegrida como é hoje. Nos meus olhos, ele era um homem muito inteligente que era apaixonado pela reforma religiosa e pelas artes.

Bibliografia:
17th May 1536- Execution of George Boleyn‘. Acesso em 17 de Maio de 2011.
George Boleyn, 2nd Viscount Rochford‘. Acesso em 17 de Maio de 2011.

Anúncios

2 comentários sobre “A execução de George Bolena

  1. Eu sempre tive curiosidade de como ele morreu, e já tinha lido que as vezes era necessário utilizar o machado mais de uma vez, mas mesmo assim eu nunca pensei nisso, deve ser horrível a decapitação desse modo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s