Os símbolos nos quadros de Elizabeth I

Como sabemos, a Era da Renascença é conhecida por seu simbolismo em diversas obras de arte. A rainha Elizabeth I da Inglaterra foi uma adepta a esses jogos, e colocarei aqui um desses mistérios a seguir:

 “The Pelican Portrait”, atribuído a Nicholas Hilliard, cerca de 1575.

O Pelicano

O pelicano era um dos símbolos favoritos de Elizabeth, de modo a retratar o seu amor incondicional pelo povo. Quando a comida era escassa, o pelicano fêmea dava bicadas em seu peito para alimentar seus filhotes com sangue de forma a salvá-los da morte eminente. Infelizmente, a mãe morreria no processo. No centro do peito de Elizabeth encontramos esse símbolo. Durante a Idade Média, o pelicano representava o sacrifício de Jesus Cristo, que morreu na cruz para salvar a humanidade. Portanto, este poderosos símbolo de auto-sacrifício, simbolizava a soberana como “mãe” da nação protestante e seu compromisso em assegurar sempre os seus súditos.

 “The Phoenix Portrait”, atribuído a Nicholas Hilliard, cerca de 1575.

A fênix

A fênix é um pássaro mitológico do tamanho de uma águia, com plumagem vermelha, laranja e amarelo vivo, bico forte e garras. Era uma ave fabulosa que era consumido pelo fogo a cada 500 anos e uma nova surgia das cinzas. Portanto, tornou-se símbolo de ressureição, de resistência e vida eterna. No quadro “O retrato da Fênix”, podemos ver o pássaro perto do medalhão que a rainha traz perto dos seios. Note que a fênix surgiu das cinzas, uma clara alusão a sua ascensão e legitimidade.

 “The Ermine Portrait”, por Nicholas Hilliard, cerca de 1585.

 

 

O Furão

O furão é um mamífero carnívoro da família Mustelidae, de pele marrom no verão e branco no inverno, exceto a ponta da cauda, que é preta. Segundo a lenda, este animal prefere morrer a sujar sua pelugem, por isso é considerado um símbolo de pureza. Ele aprece no retrato como um símbolo de status e desgaste de sua pele, que se limitava à realeza e a nobreza.

 

“The Red Sieve Portrait”, atribuído a George Gower, cerca de 1579.

 

 

A Peneira

A peneira é um símbolo que remonta à Roma antiga, onde a Virgem Vestal, Tuccia, supostamente demonstrou sua pureza bebendo água sem derramar uma gota, em uma peneira. Foi usado para glorificar a virgindade de Elizabeth e associar a Inglaterra ao outrora poderoso Império Romano.

 

 

 “The Darnley Portrait”, atribuído a Federico Zuccaro, cerca de 1575.

 

 

O Leque de Penas

O leque de penas era um símbolo de poder soberano. Na China antiga, era usada para ostentar sua riqueza e era considerado símbolo de status. Elizabeth disse que “O único presente digno de uma rainha são os leques de penas”. Isto era originado provavelmente de uma certa vaidade, uma vez que Elizabeth tinha mãos muito belas, e segurar um leque enfatizava sua beleza.

 

 

‘The Welbeck Portrait’, atribuído a Marcus Gheeraerts, cerca de 1585.

O Ramo de Oliveira, a Espada e o Cachorro

O ramo de oliveira simboliza a paz ou a boa vontade. O vínculo entre os dois é desconhecida. Algumas explicações são que as oliveiras levam tempo para dar frutos, assim, o cultivo delas era impossível em tempos e guerra. Outra explicação é que as azeitonas e os ramos de oliveira estabeleciam camaradagem e intercâmbio de conhecimentos de cultura nas primeiras civilizações.
Perceba que aos pés dela, têm uma espada e um cachorro. A espada, embora seja um instrumento de violência e derramamento de sangue, para um romântico ele é um eco dos velhos tempos de duelos e atos heróicos, e pode ser percebida como um símbolo de poder, justiça e proteção contra o mal.
O cão é um símbolo de companhia e guarda. Em uma luz positiva, eles são uma representação a lealdade, honestidade e vontade de lutar contra a injustiça.

Minerva

Elizabeth também era muitas vezes associada a Minerva (ou Atena) que era a deusa virgem da guerra e defensora do Estado. Embora ela estivesse preparada para enfrentar uma guerra, a rainha preferia a paz personificada, tranquilidade e sabedoria. Seu patrocínio às artes e ofícios também foi muito elogiado, além de ser uma grande promotora do comércio e da indústria, incluindo a construção naval. No quadro, podemos ver três deusas: Juno, Minerva e Vênus.

A Cobra

Durante anos, especialistas especulavam sobre uma misteriosa sombra que cobria um dos retratos de Elizabeth, uma mancha enegrecida que finalmente comprovou ser uma cobra. O artista anônimo que pintou a Rainha Virgem, pintou o réptil enrolado na mão da rainha, mas o borrou e o substituiu pela convencional rosa dos Tudors, provavelmente porque a cobra poderia ser associada com o pecado original na tradição cristã, embora a cobra também possa representar a força de vida primordial e, geralmente, a supremacia de um gênero (masculino ou feminino).

Bibliografia:
JOSÉ, Caroline Barrio. ‘Los símbolos y emblemas de Elizabeth I‘. Acesso em 29 de Junho de 2011.
‘Texts – Sword, symbol of power, virtue and courage‘. Acesso em 29 de Junho de 2011.
Olive branch‘. Acesso em 29 de Junho de 2011.
Feather Fan‘. Acesso em 29 de Junho de 2011.
Feather Fans‘. Acesso em 29 de Junho de 2011.
Dog Symbol‘. Acesso em 29 de Junho de 2011
.

Anúncios

9 comentários sobre “Os símbolos nos quadros de Elizabeth I

  1. Muuuuuito interessante!
    Ótimo artigo! Adoro símbolos e simbologia… é bem interessante o fato de você falar, conceituar, qualificar algo ou alguém sem o dizer diretamente.
    Só não consegui enxergar de jeito nenhum a Fênix! =D

    Parabéns Sora por esse site, é maravilhoso!

    • Obrigada!
      Você não enxergou a fênix porque eu coloquei a imagem errada. Vou arrumar agora, desculpe o inconveniente.

  2. Muito interessante!! Adorei saber o significados, pois sempre observei os quadros De Elizabeth I(Minha diva!!) e não consegia compreender esses detalhes!!

  3. Amei este artigo, assim podemos saber, a respeito da historia, atraves da arte!
    Enfim a Fenix, e meio dificil de ser ver mesmo, tanto aqui quanto no quadro, Trabalho na Tate britain, em londres, aonde o quadro da fenix, esta esposto, e ao ler este blog, fui perceber a Fenix no vestido de Elisabeth, mas tem que olhar muito bem, Quero Parabenizar este artigo, pois pra mim foi muito interessante, saber um pouco mais de historia, de Elisabeth, que tirou a Inglaterra de um mero pais pobre da Europa, pra uma grande importante nacao da epoca!!!
    Obrigado, por este blog, e por outros mais existirem na internet!!
    Marcos.

  4. Achei MUITO interessante essas informações, e também gostaria de saber qual o nome dos pintores que retrataram essas imagens, por favor.. :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s