Elizabeth I, peixes e carnes

Vocês sabiam que os ingleses já foram proibidos de comerem carne às quartas, sextas e sábados? Para incentivar as pessoas a consumirem mais peixe, a rainha Elizabeth I limitou o consumo de carne para apenas quatro dias por semana. Isso não foi feito porque ela queria os súditos tivessem uma dieta saudável, embora o raquitismo e escorbuto eram endêmicos e a expectativa de vida era de apenas 35 anos. Foi um dos primeiros exemplos de protecionismo, projetados para ajudar a frota de pesca em expansão. 

No início do mês, o Comitê de Desenvolvimento Internacional anunciou que a Inglaterra deve consumir menos carne. Essa medida poderia ter algum mérito se estivesse destinada a apoiar os pescadores da Grã-Bretanha, mas os políticos modernos têm sido menos vigilantes do que Elizabeth I quando se trata de proteger a indústria de pesca. Esta recomendação foi feita em nome da segurança alimentar, pois, de acordo com o comitê, o país ‘nunca esteve mais do que uns poucos dias de ter uma significativa escassez de alimentos. Carne de porco, cordeiro e bifes devem ser ‘indulgências ocasionais’, e não consumidas diariamente, com o aumento da demanda global.

Este relatório causou muito alvoroço, pois o Programa de Ação de Resíduos e Recursos (Waste and Resources Action Programme) querem introduzir um regime de recolhimento de lixo considerado ‘absurdo’, forçando famílias a classificar o lixo em sete ou oito recipientes diferentes, fazendo a coleta uma vez por quinzena.

Todos os anos pubs, cafés e lojas de fast-food despejam centenas de milhares de toneladas de alimentos que não foram consumidos. Foi realizado um levantamento com mais de 10.000 pessoas, onde o resultado foi que ‘o prato principal e os acompanhamentos têm maior probabilidade de serem deixados de lado, enquanto os aperitivos, entradas e sobremesas eram menos propensos a serem deixados. Os alimentos básicos que tendem a sobrar são batatas fritas, legumes e salada’. Para o delírio da população, foi recomendado que os garçons conversassem sobre as porções com os clientes, para diminuir a quantidade de restos de comida que poderiam ser deixados de lado.

Fonte: Mail Online

Anúncios

Um comentário sobre “Elizabeth I, peixes e carnes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s