Esculturas Tudor perdidas serão reunidas no Thetford para exposição

Elas têm permanecido escondidas durante quase 500 anos – mas as esculturas Tudor de lápides do Duque de Norfolk serão reunidas este mês. As esculturas foram encontrada no Thetford Priory em 1930, e foram escaneados para serem reconstruídas de modo a parecerem como seriam se tivessem sido completadas.

As esculturas pertencem aos túmulos incompletos do 3º Duque de Norfolk, Thomas Howard, e o filho ilegítimo de Henrique VIII, Henrique Fitzroy, Duque de Richmond.

 

Pesquisadores, que estão montando a exposição no Thetfors’s Ancient House Museum, também acreditam que as tumbas pertencem ao 1º e ao 2º Duque de Norfolk, que foram mudados para a Framlingham Church quando a Thetford Prior foi abandonada durante a dissolução dos monastérios de  Henrique VIII. O curador Oliver Bone disse:

‘Essa é a primeira vez em 500 anos que os fragmentos retornam para Thetford. Ao reuní-los, podemos explorar o papel de Thetford na luta pelo poder durante o reinado de Henrique VIII. Esta exposição lança nova luz sobre a história de Thetford Priory e as conexões da cidade com os líderes da corte dos Tudor’.

Os Duques de Norfolk foram enterrados em Thetford Priory desde os tempos medievais em grandes tumbas de pedras esculpidas. O terceiro Duque encomendou túmulos para si e para Henrique Fitzroy, que era casado com uma de suas filhas. Mas, antes que os túmulos fossem concluídos, Henrique VIII fechou Thetford Priory. Os túmulos inacabados forãm então transferidos para Kenningham, restando algumas peças em Thetford.

Os Howard, em seguida, encontraram-se fora do favor real e foram presos por Henrique VIII, que sentiu que o Duque apresentava uma ameaça para o seu filho, o futuro Eduardo VI.

Em 1553, as peças dos túmulos em Kenningham foram levados para a Igreja Framlingham, e escultores reconstruíram os túmulos e acrescentaram peças extras. Especialistas em todo o mundo têm tentado reconstruir como os túmulos teriam sido, usando fragmentos de escavações arqueológicas em Thetford Priory, manuscritos do século 16 e a tecnologia usada anteriormente, que analisou as pedras.

Thetford’s Ancient House têm trabalhado com acadêmicos de da Universidade de Leicester, Oxford, Yale e English Heritage para restaurar os túmulos em 3D. Melissa Hawker, da Ancient House, disse: ‘Agora nós podemos ver o que ninguém nunca viu.’

Junto com os fragmentos do túmulo, que incluem cenas bíblicas, a exposição terá 14 fragmentos diferentes incluindo painéis emprestados do Museu Britânico e um retrato de Thomas Howard. A exposição abre no sábado, 27 de julho, e a entrada é gratuita.

Fonte: EDP 24

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s