Exposição na National Portrait Gallery mostra cópias e versões de retratos da Corte Tudor

hansDurante o reinado de Henrique VIII, Hans Holbein, o Jovem, fez muitos retratos de personalidades da corte, como Thomas Cromwell, Thomas More e William Warham. Nos anos que se seguiram essas imagens vieram a ser valorizadas não só como representações de homens ilustres, mas também pela habilidade de Holbein como artista. Como resultado, suas obras eram frequentemente copiadas, com artusta que imitavam fielmente a composição e coloração dos retratos originais. O número sobrevivente desse tipo de obra sugere que havia uma grande mercado para tais pinturas durante os reinados de Elizabeth I e James I.

A exposição ‘Hans Holbein Re-made: Copies and versions of portraits from the Tudor court’ vai de 4 de março à 31 de agosto de 2014 e reúne uma seleção de cópias dos retratos de Holbein, todos os quais foram submetidos a análises técnicas.

De acordo com Alastair Smart, a exposição é uma experiência estranha: à primeira vista, e mesmo à segunda vista, todos os quadros são parecidos com os originais. Em um momento da exposição, vários Thomas Cromwell são pendurados lado a lado, e uma análise mais detalhada revela diferenças na composição e espessura. Na verdade, a exposição levanta mais perguntas do que respostas – como Holbein desapareceu da consciência popular tão milagrosamente como chegou – mas merece a atenção de qualquer um que tenha interesse na arte britânica.

Fontes: The Telegraph e NPG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s