A rainha e a sereia

Maria Rainha da EscóciaLendas de sereias tem origem antiga e muitas vezes tem temas semelhantes. Uma sereia é quase sempre vista como uma figura sedutora e tentadora. Da mesma forma que o mar pode ser belo e perigoso – histórias geralmente falam de sereias que tentam atrair as pessoas para o fundo do mar com sua beleza – muitas vezes têm consequências trágicas. Também é comum que haja consequências terríveis se o flerte de uma sereia for rejeitado.

Nos tempos elisabetanos, a sereia era um eufemismo para prostituta. E foi usado como um insulto contra Maria, Rainha dos Escoceses.

No dia 24 de abril de 1558, realizou-se na catedral de “Notre Dame” o casamento com o delfim Francisco com Maria Stuart. Ele morreu pouco tempo depois, e Maria se casou com Henrique Stuart, Lorde Darnley.

Depois de trair sua própria esposa e rainha, Danrley morreu vítima de uma explosão, a qual muitos acreditaram ter sido tramada pela própria rainha e o seu alegado amante, James, Conde de Bothwell. Os rumores de adultério com Lord Bouthwell só foram encorajados quando Maria casou com ele apenas três meses depois da morte suspeita de seu marido.

O adultério entre Maria e Bothwell foi denunciado na obra ‘The Mermaid and the Hare’. Este cartaz foi um dos muitos impressos em Edimburgo durante a primavera de 1567. Na cultura popular elisabetana, a sereia simbolizava uma prostituta e a lebre era a insígnia de Bothwell. As iniciais ‘IH’ se referem ao seu nome completo ‘James Hepburn’. ‘MR’, é claro, é de ‘Maria Regina’, ou seja, Rainha Maria. Ela ficou devastada por esta calúnia, e sua reputação na Escócia nunca se recuperou.

Shakespeare, na obra Sonho de uma Noite de Verão, incluiu as linhas supostamente referentes a Maria, cinco anos depois de sua execução:

Certo ainda te lembras de quando eu me sentei num promontório, a ouvir uma sereia que se achava no dorso de um golfinho e que tão doces melodias cantava, que o mar bravo deixava apaziguado com seu canto, tendo várias estrelas loucamente suas órbitas deixado só com o fito de escutar a canção. Ainda te lembras?

A sereia seria Maria. O ‘dorso de um golfinho’ se referiria ao delfim da França, Francisco. O ‘mar bravo’ seria os rebeldes escoceses. ‘Estrelas’ se referiria ao Conde de Northumberland, Westmoreland e o Duque de Norfolk, que eram apoiantes nobres que se reuniram à sua causa. ‘Loucamente suas órbitas deixando’ seria a revolta da Rainha Elizabeth, encantada com as qualidades femininas de Maria.

As linhas também poderiam disfarçar a bajulação, mas parece improvável já que Maria estava morte e também devido ao simbolismo de prostituição dado a figura sereia na época. O mais provável é que fosse dirigida a padroeira de Shakespeare, a Rainha Elizabeth, no sentido de censurar o comportamento de seus nobres rebeldes. A sereia era um símbolo popular poético e alegórico do teatro elisabetano.

No Retrato de Armada de Elizabeth I, é possível ver uma sereia no quando inferior direito. De acordo com CJ Cairns, neste contexto a sereia era ‘um símbolo da natureza potencialmente destrutivo das mulheres’.

Bibliografia:
‘Mermaids‘. Acesso em 22 de Janeiro de 2013.
Mermaid Article‘. Acesso em 22 de Janeiro de 2013.
Portrait of Mary, Queen of Scots‘. Acesso em 22 de Janeiro de 2013.
Maria da Escócia‘. Acesso em 22 de Janeiro de 2013.

Anúncios

2 comentários sobre “A rainha e a sereia

  1. Ola quero faser uma pergunta! Porque no filme Elizabeth a era do ouro mary stuart! Era prisioneira da sua prima a Rainha!

    • É uma longa história, mas falando resumidamente, a rainha Maria Stuart fugiu da Escócia para a Inglaterra, mas Elizabeth I a via como uma ameaça, pois se ela mantivesse Maria na Inglaterra, poderiam haver (e houve de fato) revoltas para colocá-la no trono, uma vez que ela era católica. Assim, Maria ficou presa por dezenove anos, enquanto sua prima deliberava sobre o que fazer. Finalmente, Maria foi acusada de traição e executada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s