Seria Elizabeth de York a Rainha de Copas?

Cartas da Corte

O jogo de cartas entrou na Europa no final do século 14, e cada país empregou diferentes trajes, e formas. Os termos usados hoje (espadas, copas, paus e ouros) podem ter se originado em 1480, mas há quem acredite que o baralho foi inventado anteriormente, pelo pintor francês Jacquemin Gringonneur, sob encomenda do rei Carlos VI de França (3 de dezembro de 1368 — 21 de outubro de 1422). Gringonneur teria desenvolvido as cartas do jogo de forma que representassem a divisão da sociedade francesa através de seus naipes, sendo copas o clero; espadas a nobreza; paus os camponeses; ouros a burguesia. A primeira evidência do jogo de cartas na Inglaterra foi em meados do século 15, em um Ato de Parlamento.

Rainha de CopasA Rainha de Copas tem uma semelhança mais do que passageira com uma de nossas rainhas Tudor, muitas vezes esquecida, Elizabeth de York. No momento em que se justapõe o mais famoso retrato de Elizabeth com a imagem de um cartão moderno da Rainha, você pode ver claramente a semelhança, tanto o capelo pontudo, o vestido vermelho e a flor branca que está sendo segurada. Em particular, o rosto da rainha de Copas tem uma forte semelhança com as características dos retratos de Elizabeth.

Dizem que Elizabeth de York gostava tanto de jogos de cartas que, depois de sua morte prematura no seu 37º aniversário, o agoniado Henrique VII ordenou que sua imagem se tornasse a da Rainha de Copas, de modo que ela pudesse sempre continuar no passatempo que sempre amou.

Durante o século 15, fabricantes franceses de cartas começaram a atribuir nomes mitológicos ou bíblicos para os baralhos da corte, tais como Davi para o Rei de Espadas e Judith para a Rainha de Copas. Apesar dos ingleses adotarem o design de Rouen, na França, não existe evidências das nomenclaturas inglesas serem feitas em nome de qualquer personalidade, de modo que não existem provas de que Elizabeth é de fato a Rainha de Copas – mas ela certamente gostava de jogos: os registros de suas contas estão cheios de dívidas de jogos.

A triste verdade é que é quase impossível saber como os cartões originais da corte inglesa teriam se parecido durante a vida de Elizabeth. Durante a passagem do tempo, os modelos foram copiados com um sem-número de erros e adaptações. Se houvesse qualquer símbolo ou esquisitice atribuído às cartas da corte, elas certamente se tornaram distorcidas e perderam seu significado e importância. O número total de cartas inglesas sobreviventes antes de 1590 não ultrapassa de uma dúzia, devida à natureza perecível do papel, bem como a destruição de milhares de cartas no século 17 sob o regime puritano.

Bibliografia:
LAWLESS, Erin. ‘The original Queen of Hearts‘. Acesso em 22 de outubro de 2013.
Elizabeth of York immortalised as Queen of Hearts?‘. Acesso em 22 de outubro de 2013.
Baralho‘. Acesso em 22 de outubro de 2013.

Anúncios

Um comentário sobre “Seria Elizabeth de York a Rainha de Copas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s