Henrique VIII amava Catarina de Aragão?

loved

Existem rumores de que, em seu leito de morte, Henrique VII fez com que seu filho prometesse que se casasse com Catarina de Aragão. É verdade que Henrique estivera presente ao lado do leito de morte de seu pai, de modo que, em teoria, é possível que um surpreendente pedido de último minuto tenha acontecido, embora seja improvável.

O Conselho achava-se divido. Alguns achavam que a aliança com a Espanha contribuiria para que juntos ficassem contra a França; já outros preferiam de fato uma esposa francesa para o Rei. Em seus últimos meses, Henrique VII estava negociando com o Sacro Imperador Romano Maximiliano o casamento de Henrique Tudor, com dezessete anos, com Eleanor da Áustria, que contava nove anos na época. Com a morte do rei as negociações pararam, mas Eleanor se casaria com o maior rival de Henrique VIII: Francisco I.

As vantagens do casamento com Catarina de Aragão era que, casando-a com o rei inglês, seu pai seria obrigado a pagar o resto de seu dote; caso contrário, ela teria que ser ‘devolvida’ para a Espanha, que o governo teria que reembolsar o rei espanhol. Além disso, Henrique era o único herdeiro masculino vivo de Henrique VII: fazer um novo casamento para seu único herdeiro era necessário, e nada melhor do que uma esposa adulta para continuar a dinastia – um novo casamento incluiria possivelmente uma esposa jovem, como Eleanor, que demoraria anos para poder conceber.

No dia 24 de abril, o enviado espanhol Fuensalida, informou a Catarina que ele havia ‘sido informado de que um membro do conselho do rei disse que [o casamento] era improvável porque eles sabiam que seria um fardo para a consciência de Henrique se casar com a viúva de seu irmão’.

No entanto, Henrique preparou um matrimônio secreto. Em 8 de Junho, William Warham, o Arcebispo de Canterbury, emitiu a licença de casamento, e no dia 11 de Junho Catarina de Aragão e Henrique Tudor se casaram no Palácio de Greenwich. Catarina tinha 23 anos e Henrique estava prestes a completar 18. Embora tivesse sofrido muitas dificuldades desde a morte do príncipe Artur, ela ainda era bonita, e Henrique VIII estava em seu auge.

Apesar de o próprio Henrique ter afirmado que agia de acordo com a vontade de seu pai, o Conselho não tinha recebido nenhuma instrução nesse sentido, e o novo rei declarou que desejava uma aliança entre a Inglaterra e a Espanha para que, juntos, pudessem ficar contra as ambições francesas, e para isso, tencionava casar-se de imediato com Catarina.

Escrevendo anos mais tarde, o cronista Edward Hall relatou que:

‘… o rei foi convencido por parte do seu Conselho de que seria honroso e lucrativo para o reino se tomasse Lady Catarina como esposa, a viúva do falecido irmão, o Príncipe Artur’…

Mas certamente Henrique casou-se, pelo menos inicialmente, por amor e não por política. Não deveria ter sido difícil para Henrique, que sempre teve uma capacidade de se apaixonar facilmente, ter morrido de amores pela graciosa Catarina, que estava pronta para mostrar devoção ao ‘príncipe seu marido’. Quando escreveu a seu sogro dizendo que se ainda fosse livre iria escolher Catarina entre todas as outras, ele certamente estava falando a verdade, mesmo que fosse durante um arroubo juvenil momentâneo.

tudorsO casamento de Henrique com Catarina seria o seu relacionamento mais longo: 23 anos e 11 meses. Apesar das dúvidas se o casamento foi ou não motivado por política, eles realmente se apaixonaram um pelo outro e foram felizes – pelo menos, no início.

Como bem se sabe, Catarina sofreu uma série de abortos e natimortos; de suas seis gravidezes apenas uma filha sobreviveu, a princesa Maria. Henrique não era inteiramente fiel, sendo pai de uma criança ilegítima, Henrique Fitzroy, com uma jovem cortesã, Elizabeth Blount. Mas, para os padrões do século 16, Henrique era um homem contido, com raros flertes e pouquíssimos casos que vieram a se tornar públicos.

Bibliografia:
IVES, Eric. ‘Marrying for Love: The Experience of Edward IV and Henry VIII‘. Acesso em 14 de Maio de 2014.
Why Choose this wife?‘. Acesso em 14 de Maio de 2014.
Henry VIII and Katherine of Aragon‘. Acesso em 14 de Maio de 2014.
The Six Wives of Henry VIII: Interactions and similarities‘. Acesso em 14 de Maio de 2014.
LOADES, David. As Rainhas Tudor – o poder no feminino em Inglaterra (séculos XV – XVII). Tradução de Paulo Mendes. Portugal: Caleidoscópio, 2010.
FRASER, Antonia. As Seis Mulheres de Henrique VIII. Tradução de Luiz Carlos do Nascimento e Silva – 2º Edição – Rio de Janeiro: BestBolso, 2010.

Anúncios

14 comentários sobre “Henrique VIII amava Catarina de Aragão?

  1. Talvez sim. Entretanto, a política é mais forte que sentimentos. Por exemplo, quando Henrique priva Catarina de se encontrar com a filha. Percebe-se que isso machucava seu coração mas ele pensava políticamente – Maria era neta da grande Isabela de Castela que obrigou a Espanha se unificar e expulsou os mouros. Maria poderia muito bem, a conselho da mãe, juntar os anti-partidários Tudors ou o que restava dos Plantagenetas e derrubar Henrique.

  2. Eu acho que no começo ele gostava dela…tanto que no livro de Antonia Fraser “as seis mulheres de H iii” dizia que quando ela teve Maria ele não ficou tão decepcionado pois disse que ambos eram jovens e que teriam mais filhos.

  3. segundo relatos que li ele amou ela sim e muito, pois ela além de linda era culta e ele era encantado por ela desde que ela esposa de seu irmão. mas depois ela ficou mais velha e se tornou um “matrona” e beata” e ele se desinteressou por ela e ficou com aquela obssessão por ana bolena….pelo menos foi o que li. e que eles foram felizes no inicio do casamento.

  4. Eu tenho muita pena dela…não sei se é verdade, mas no livro a princesa leal, ela acredita ser escolhida por Deus para ser a rainha da Inglaterra…ela esperou muito da vida e deu tudo errado :/

    • Ela achava sim, mas Ana Bolena também acreditava que tinha sido chamada por Deus para ocupar o trono. E no final, tudo também deu errado para ela também.

    • Acho que amar mesmo, ele só SE amava. Duvido muito que tenha amado alguma, claro que posso estar enganada.

    • Acho que Catarina de Aragão, de algum modo foi a que ele mais gostou, apesar de tudo, pois em vista das que a sucederam ela era incomparável em muitos aspectos e a que mais durou. Das outras ele se livrou mais rapidamente, tirando Jane Seymor, que talvez tivesse uma história diferente se houvesse sobrevivido e Catarina Parr pq ele foi primeiro…

  5. Complicado sabermos seus sentimentos, mas conjecturando, creio no amor cortês. Bom, ele era um homem romântico, sem dúvidas…

  6. Ele nunca amou ninguém, só disse amar jane porque ela lhe deu um filho homem,ele era tão egoísta que só queria um menino para a representação dele mesmo no futuro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s