A aparência de Lady Jane Grey

Eric Ives escreveu em 2009 que “a frustração no caso de Jane Grey é que temos apenas um relatório detalhado sobre sua aparência”. De fato, a mais completa descrição contemporânea de Jane foi supostamente escrita por Baptisa Spinola, um comerciante genovês, que testemunhou sua procissão até a Torre de Londres para ser proclamada Rainha da Inglaterra. Ele não só descreve a procissão em detalhes, como também estava perto o suficiente para descrever a aparência de Jane em detalhes:

“Hoje eu vi Lady Jane Grey andando em uma grande procissão para a Torre. Ela agora é chamada de Rainha, mas não é popular, pois os corações das pessoas estão com Maria, filha da rainha espanhola. Essa Jane é muito baixa e magra, mas lindamente formosa e graciosa. Ela tem um rosto pequeno e um nariz bem-feito, a boca flexível e lábios vermelhos. As sobrancelhas são arqueadas e mais escuras que o cabelo dela, que é quase vermelho. Seus olhos são castanhos-avermelhados e brilhantes. Eu estava tão perto de Sua Graça que notei que sua cor era boa mas sardenta. Quando ela sorriu, mostrou os dentes, que são brancos e afiados. Em tudo uma figura animada e graciosa. Ela usava um vestido de veludo verde estampado com ouro, com mangas largas. Seu toucado era branco e com muitas jóias. A nova rainha estava usando saltos para fazê-la parecer mais alta; estes eram escondidos por suas vestes, pois ela é muito pequena e baixa.”

No entanto, evidências mostram que este relato é falso, e que foi criado por Richard Davey. Os outros relatos que existem sobre Jane ou são frustantemente vagos em relação à sua aparência ou sequer fazem menção a isso.

Mas no terceiro volume de “Lettere di Principi” – uma coleção de cartas sobre uma grande variedade de governantes do século XVI, publicado em 1577 por Giordano Ziletti – há uma carta, supostamente escrita por um membro da embaixada diplomática veneziana e que escreveu em 1553 que “a primeira filha da Duquesa de Suffolk é uma moça bonita e formosa de bom intelecto, erudição e hábitos louváveis, chamada Jane”.

Os relatos de Jane chegando na Torre não incluem descrições da sua aparência física. O máximo que se têm em termos físicos é sobre o vestido que ela usou e a cauda que foi levada pela sua mãe. Nem mesmo na sua execução existem escritos sobre sua aparência – é apenas mencionado o fato de que ela usou o mesmo vestido que ela usou em seu julgamento.

Todos esses comentários são dificilmente informativos. Em uma elogia publicada em 1560, Sir Thomas Chaloner comparou-a com Vênus: “Se ele tivesse visto o rosto dela, um pretendente teria vergonhosamente se queimado de paixão”. Richard Grafton, que também conhecia Jane, descreveu-a como “aquela dama a quem a natureza não só embelezou, mas Deus também havia dotado com dons singulares”. Em 1616, Francis Godwin escreveu que Jane era bonita mas não “notável”.  Mas apesar disso tudo, a questão de como ela realmente parecia – a cor de seus cabelos, olhos, o formato de seu rosto e corpo – permanece um mistério.

Bibliografia:
HILLS, Tamise. Another look at…Lady Jane Grey’s appearance. Acesso em 17 de junho de 2015.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s