Cientistas detectam sinais de Cannabis no jardim de William Shakespeare

cannabisUm estudo publicado no jornal South African Journal of Science analisou 24 fragmentos de tubulações da cidade de Stratford-Upon-Avon, onde Shakespeare viveu. Alguns haviam sido escavados do jardim de Shakespeare. Usando métodos de cromatografia de gás avançadas, os pesquisadores detectaram a cannabis em oito tubulações – quatro dos quais do jardim de Shakespeare. Ainda havia evidência de que cocaína peruana foi encontrada em outras duas tubulações, embora não fossem da mesma propriedade.

A planta da maconha era conhecida durante a era elisabantana, enquanto a planta da coca foi trazida da América do Sul pelos exploradores do Novo Mundo, como Sir Francis Drake e Sir Walter Raleigh.

Embora alguns leitores de Shakespeare acreditam que seja possível ver referências ao consumo de droga em suas obras, não há nenhuma prova de que o próprio Shakespeare usase as drogas, e estudos anteriores dessa mesma equipe de pesquisa sul-africana, liderada pelo antropólogo Francis Thackeray na Universidade de Witwatersrand, em Johannesburgo, têm atraído o escárnio de muitos estudioso sobre Shakespeare.

Fonte: Time

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s