Nonsuch Palace – o Palácio inigualável de Henrique VIII

nonsuchpalacemodel1

Henrique foi o primeiro monarca a chamar a si mesmo de ‘Majestade’, e seu reino não seria nada senão majestoso. Ao longo dos seus trinta e oito anos de reinado, Henrique embarcaria em uma campanha de magnificência na corte, com esplendor e prazeres que nunca tinham sido vistos antes.

Até o final de seu reinado, Henrique VIII possuía 55 propriedades reais – mais do que qualquer outro monarca inglês já teve ou teria. Sua paixão pela construção de palácios era legendária, e mudou fundamentalmente a maneira de viver esperada dos monarcas.  Seus palácios são um auto-retrato de tijolos e argamassa. Eles revelam as contradições da personalidade de Henrique. Os palácios Tudor na Inglaterra eram confusos: arcos góticos apoiados por colunas clássicas, tetos medievais decorados com representações de deuses romanos.

Henrique VIII tinha muita inveja de seu rival, o rei Francisco I , que era o último produto da cavalaria e o primeiro rei da França moderna. Francisco coletou a seu redor homens letrados, pensadores, humanistas, pintores e arquitetos, cada um desempenhando seu papel na construção do cenário na qual o rei queria ser visto. O Palácio de Francisco em Fontainebleau, na França, era conhecido por seus interiores incríveis.

Nonsuch (1)Ao longo de suas vidas Henrique e Francisco continuamente tentaram superar uns aos outros, fazendo uma extravagâncias após a outra. Henrique queria dar provas de sua capacidade de ser melhor. Ele estava de bom humor na época, seu filho e herdeiro tinha acabado de nascer. O rei começou a construir um elaborado Palácio, que se chamaria Nonsuch.  Devido à saúde de Henrique, a distância do planejado Palácio de Nonsuch não poderia ser muito distante de Hampton Court. Henrique escolheu um lugar perto na pequena vila de Cuddington, que era cercada por florestas e um lugar maravilhoso para o rei e seus amigos desfrutarem da caça.  A igreja e a aldeia de Cuddington foram destruídas para criar o empreendimento do palácio.

A construção começou em 22 de abril de 1538, o 30º aniversário de ascensão do rei, e de acordo com Simon Thurley, ‘pode ter sido concebido como um monumento a trinta anos de seu governo’.  Excepcional entre as casas de Henrique, Nonsuch não era uma adaptação de um edifício antigo. Não havia nenhuma casa pré-existente para influenciar o seu design, de modo que Thurley acredita que é razoável inferir que ‘Nonsuch representa pensamentos maduros de Henrique VIII sobre planejamento’.

Nonsuch Palace emergiu como um palácio conhecido em toda a Europa pelo seu esplendor incomparável. Originalmente construído a partir de 1538, é dito que a fachada tinha elaboradas decorações de animais, enquanto a torre sobre a cisterna esquerda continha água que abastecia a casa inteira com água corrente. Cada telha de ardósia era entalhada e dourada. O efeito deveria ser muito suntuoso, bem com brilhar gloriosamente ao sol.

Nonsuch (3)As paredes do átrio interior, rodeada pelos aposentos reais, tinham três níveis de decoração: 32 imperadores romanos (em cima), 30 deuses e deusas romanas (no meio) e 16 Aventuras e Trabalhos de Hércules, assim como 16 Figuras das Artes Liberais e Virtudes (embaixo). Os azulejos foram tão profundamente moldados que Anthony Watson, ao visitar ao palácio, descreveu-os como praticamente saltando das paredes em direção a ele. Relatos de outras testemunhas revelam que o pátio externo era de revestimento simples, o que apenas enfatizava o que estava dentro.

Em comparação com os outros palácios de Henrique como Windsor, Whitehall, Beaulieu, Richmond, Hampton Court, Eltham e Woodstock, que poderiam alimentar e acomodar toda a corte (que podia chegar a 1500 pessoas), Nonsuch era uma mera casinha: Whitehall abrangia vinte e três hectares, Hampton Court seis e Nonsuch apenas dois hectares.

Em julho de 1545, quando Henrique VIII decidiu convidar toda a corte para ver sua casa nova, um acampamento teve que ser montado para acomodar os cortesãos. Móveis e cortinas também foram trazidos de Whitehall. Não havia grandes câmaras exteriores para a recepção de embaixadores e para as festividades da Corte. No lugar do Grande Salão, Nonsuch tinha uma ‘câmara de jantar’, projetada para acomodar o rei e seus empregados. Nas palavras de Simon Thurley:

‘Nonsuch era uma casa para o rei e sua criadagem – um grupo interno de cortesões que compõe sua Câmara e seus favoritos da Câmara Privada – e talvez alguns convidados. Nonsuch era, na verdade, um ‘palácio privado’, a última moda de Henrique VIIII na questão de privacidade. Era uma residência expressamente construída para o entretenimento privado do rei, e isso explica a suntuosidade de suas decorações.’

O palácio levou cerca de nove anos para construir, e as despesas totais para o período entre 1541-1548 foi de £24,500, uma quantia substancial na época. Não é de admirar, então, que Nonsuch logo adquiriu a fama de ser inigualável. Não havia um lugar como esse construído anteriormente. O edifício era tão grande que inspirou um visitante estrangeiro a comentar: ‘Este, que não tem igual na arte ou fama, os britânicos merecidamente o chamam de Nonsuch (coisa considerada perfeita)’. Nonsuch (4)Samuel Pepys visitou o Palácio de Nonsuch em 21 de setembro de 15335, escrevendo que ‘todo o Palácio do lado de fora é cheio de figuras históricas e boas pinturas feitas por Rubens ou Holbein.’

Em 1547, Henrique VIII morreu antes do palácio ter sido terminado. A Rainha Maria I o vendeu para o 19º Conde de Arundel, que o terminou. Nonsuch voltou para as mãos reais em 1590 e permaneceu assim até que Carlos II deu-o para sua amante, Barbara Villiers, Duquesa de Cleveland. Ela começou a ‘desmontar’ o Palácio em 1682-3 e vendeu seu conteúdo para reparar suas dívidas. Alguns elementos do edifício foram incorporados em outros, mas nenhum vestígio do antigo Palácio de Nonsuch permanece até os dias de hoje.

Bibliografia:
MCDONWALL, Carolyn. ‘Nonsuch Palace – Henry VIII’s Favourite Heaven, or Haven‘. Acesso em 02 de setembro de 2013.
GRUENINGER, Natalie. ‘Nonsuch Palace – Henry VIII’s Privy Palace‘. Acesso em 02 de setembro de 2013.
Henry VIII’s Lost Palaces‘. Acesso em 02 de setembro de 2013.
Revealed, Henry VIII’s lost pleasure palace: Amazing scale model recreates Nonsuch Palace more than 300 years after it was destroyed‘. Acesso em 02 de setembro de 2013.

Anúncios

5 comentários sobre “Nonsuch Palace – o Palácio inigualável de Henrique VIII

  1. Li o negócio toda empolgada, ai quando cheguei no fim, fiz cara de quem chupou um limão azedo. Como assim ele não existe mais?

  2. Sim!!
    Um verdadeiro “assassinato”!
    Absurdo sem igual… Ainda mais para pagar a dívida de uma amante!
    Seria mais um palácio de Henry VIII que poderíamos visitar…

  3. I’ve always wished it was still standing….if you get a chance, read ‘The Nonsuch Lure’ by Mary Luke!

  4. Quando vi na série “The Tudors” o Henrique falando desse palácio achei que fosse coisa da série hahaha mas então pesquisei e vi que ele realmente existiu.

    • Haha! Nem tudo que mostram lá é mentira. Por isso é interessante sempre procurar o que é mostrado lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s