“Novo” retrato de Ana Bolena aparece à venda no Ebay

arUma historiadora Tudor fez uma importante descoberta em um lugar improvável: o Ebay. Alison Weir acredita que uma gravura do século XIX à venda nesse site poderia ser um retrato perdido de Ana Bolena, feito no século 16, na Inglaterra.

O luxuoso retrato da mulher mostra um colar com as inciais “AR” (Anna Regina; traduzindo-se como Ana, a Rainha), além de um capelo inglês ornamentado bordado com as letras “A”. Também existe a possibilidade de que o R seja de “Rochford”: uma mansão em Essex, que durante o reinado de Ana Bolena pertencia a Thomas Bolena, o Visconde de Rochford – acredita, também, que foi onde Henrique VIII viu Ana Bolena pela primeira vez. Se o R for de Rochford e não de Regina, o retrato seria datado entre 1529 e 1532.

Embora ainda seja cedo para revelar o retrato como sendo de Ana Bolena, existem outras evidências no retrato que apontam para a segunda esposa de Henrique VIII: a flor que ela está segurando. Em todos os retratos Tudor, as flores tem significados importantes, e nesse caso, a mulher segura um cravo: símbolo do amor e da fertilidade.

novoO retrato está à venda por 70 euros. O rosto longo e magro, com grandes maçãs do rosto, concordam com as descrições contemporâneas de Ana Bolena (sem contar a descrição que foram feitas dos esqueletos encontrados no século XIX na St Peter ad Vincula, em que o esqueleto de Ana foi descrito como tendo “olhos grandes, rosto oval bastante completo e queixo quadrado”). Acredita-se que esse retrato venha de uma pintura original do século XVI e que foi vendida em 1842 a um negociante de artes em Londres, que por sua vez vendeu para Ralph Bernal, um político e colecionador britânico que morreu em 1854. A trilha do retrato se perde depois disso.

A maior discussão, no momento, é quanto ao pescoço e o capelo que a mulher retratada usa: alguns acreditam que está longe da descrição de Ana de ter um pescoço “longo e fino”, enquanto outros não acreditam que Ana posaria para um retrato usando um capelo inglês, já que sabemos da sua preferência pela moda francesa. No entanto, Ana usou capelos ingleses em diversas ocasiões – inclusive, no seu julgamento e execução. Ainda, há quem acredite que o vestido usado estaria muito fora de moda entre 1533 e 1536 – caso o “R” seja de Rainha, esse foi o tempo do seu reinado. No entanto, se o “R” for de Rochford, e o retrato sido feito entre 1529 e 1532, essa moda seria mais aceitável.

Como se sabe, existem apenas dois retratos reconhecidos de Ana Bolena: um na National Portrait Gallery, e outro na Bradfort Art Gallery. Em ambos Ana usa uma jóia com a inicial “B” (supostamente de ‘Bolena’); além da medalha de 1534 – a única representação sua feita em vida, onde ela também usa um capelo inglês.

Fonte: Daily Mail

Anúncios

15 comentários sobre ““Novo” retrato de Ana Bolena aparece à venda no Ebay

  1. A lot has come out about this woodcut saying this is Anne Boleyn lately. Previously this was thought to be a completely different person (whose name I cannot remember), who I am more like to believe this is. Previously known/mentioned portraits of Anne or historians who touted them as Anne have never mentioned this woodcut (done in the 1800s – so, therefore, in the Victorian age’s romanticism of the Tudor era). Unfortunately, with the dehumanization campaign after her execution by Henry VIII, we will never know exactly if all this speculation is the truth. There is only one portrait/sketch that has been drawn and positively identified in the lifetime of her portaitists, and that was a sketch by Holbein of Anne that looks as if she is in repose, possibly pregnant.

    The thing that confuses me is -all- of these different portraits/woodcuts/sketches, etc (except the Holbein who was her favorite) are mentioned to be Anne but all of them look completely different, and none of them look like the one sketch. The folks mentioning this yet-another-new likeness do not have the possibility to ever confirm the provenance of these images, and the woodcut in question could not have been cut from an original 300 years after the fact that her portraits and most of her letters had been destroyed.

    I expect to probably be flamed for that assessment, especially because it goes against the opinion of Allison Weir, but you did ask our opinions.

    • This is a print created from a COPY of a supposed original painting made apparently in the 16th century. There are a handful of different prints made of the same image and all of them have differences. The sitter was referred to as Joan nee Arundel, Lady Bergavenny. There is no reference to it ever being a woodcut.

    • Actually, the *only* confirmed image we have Anne in her lifetime is that of her on the 1534 medal. All other images are supposition or later paintings.

    • In fact , many people do believe that Holbein’s draft is not Anne – it was later identified, and not by him. I think people are saying that this woman is actually Joan FitzAlan , Baroness Bergavenny (1375 – 1435) , but I do not understand why anyone would want a posthumous portrait of her. This is the medal of 1534 remade , and I really think it looks like this ‘new’ portraits!

  2. Sinto muito, mas este retrato não é Anne Boleyn.

    O estilo do capô coloca a imagem firmemente na década de 1520. Os lappets nesta imagem quase chegar a clavícula da mulher. Na década de 1530, lappets eram na altura do queixo (como você pode ver na medalha de retrato de Anne.) Eles têm mais curto a cada ano. Por 1536, eles estavam no nível da boca. Ele também estava na moda na época de Anne para o véu para ser fixado para o lado do capô, como você pode ver na medalha. véu dessa mulher está pendurado para baixo.

    Anne Boleyn era conhecida por estar na altura de estilo e um inovador na moda. Ela não teria usado algo tão fora de moda como rainha.

    Anne Boleyn não era rico o suficiente em 1520 para pagar as jóias a babá veste, nem teria sido capaz de usá-los devido às leis suntuárias. Nos retratos Hever / NPG, Anne está vestindo jóias mais apropriado para sua estação.

    Anne era ou 13 ou 20, em 1520 (dependendo da data de nascimento que você acredita.) O sitter no esboço é claramente uma mulher de meia-idade, não uma menina.

    A capa tem a letra “I” e “A”, repetiu. O “eu” iniciais são maiores do que os s “A”. dado o nome desta senhora começou com um “eu” ou um “J.” “A” era um nome secundário, dado menos importância. Não há maneira de explicar o “eu” insígnias no contexto de Anne Boleyn. Weir tem praticamente ignorado a insígnia mais importante sobre o capô, porque ele não se encaixa com a sua hipótese.

    A pintura original que estava na coleção Walpole (sobre os quais esta imagem é baseada) não tinha um “R” na gola. Isso é um erro na cópia depois da imagem. (O que você vê na imagem acima é uma cópia de uma cópia de uma cópia.) A imagem original é um pouco diferente, mesmo nas características faciais.

    Em vinte anos de estudo Tudor Inglaterra, eu nunca ter ouvido falar do cravo permanente para “coroação”, como Weir afirma no artigo. O cravo era um símbolo de noivado ou casamento. (E Anne Boleyn certamente não teria tido sua imagem coroação pintados usando uma touca quase 13 anos fora de moda). Se ela queria fazer referência a sua coroação, ela poderia ter sido pintado com a coroa de St. Edward ao lado dela enquanto sua filha, Elizabeth, fez. Ou ela teria usado o “colar da consorte” que Henry tinha feito para ela que todos rainhas de Henrique são pintados usando depois de Anne Boleyn.

    Walpole tinha uma boa razão para identificar a pintura com a família Bergavenny. Joan (a babá relatado) era a filha do conde de Arundel (representando o “A”). Ela se casou com o barão de Bergavenny (o “B”). E seu primeiro nome representa o “eu” insiginas. Joan foi falecido no momento esta imagem foi pintado, mas pinturas póstumos foram muitas vezes feito com as modas atuais (ver a pintura de Maria Tudor com Charles Brandon para um exemplo.)

    Eu não posso dizer com certeza a identificação está correta e isso é Joan. Mas eu estou disposto a apostar a fazenda não é Anne Boleyn.

    • Hello Lissa ! Thank you for your comment . However, I prefer you to comment in english instead of using online translators to translate your comments – they are often horrific and translate things to nonsense word. It turns out that many people believe that the R in her necklace is for Rochford and not Regina – which would place the picture in the late 1520. I do not believe that the english hoods could be seen as outfashioned – she used it on several occasions , including her medal in 1534 , in her execution and in her judgment. If R is Rochford and the king was already an eye on her , surely she would have enough money to afford such clothes.

      This portrait of Mary Guildford, for example, made in 1527, looks very similar to the hood Anne is waearing. I do believe that Anna was born in 1501. In that case , if we put the picture in 1529 , she would have 28 years. I really believe that this could be the sitters age.

      However , I confess I haven’t realized the “I” embroidered on the hodd. I thought it was just a garnish, I had only noticed the letter A. I do not believe that the carnation/gillyflower is symbolizing the coronation, but Alison Weir also mentions that the carnations symbolised love and fertility, – I think it would fit more with the before marriage’ momment .

      It’s interesting you say that this was actually Joan FitzAlan , Baroness Bergavenny, but I do not understand why, and who. would like to have a posthumous portrait of her. And in fact , we can even draw a connection between the families , as Joan Beauchamp , Countess of Ormond, daughter of Lady Joan FitzAlan , had as a son Thomas Butler, 7th Earl of Ormond, whose daughter Margaret was the grandmother of Anne Boleyn .

  3. The gabled headdress is a bit outdated I believe. Also the rendering seems later than Anne’s time to me.

  4. No, it isn’t Anne Boleyn…the clothes and headdress date from around 1522 to about 1525. Anne was a style leader, she would never have worn such outdated clothes as Queen. This is a Victorian copy of a copy of a lost Tudor portrait. The original etching of the picture is very different from this later one. The pendant is torally different. I believe this is of Mary Stafford, Lady Bergavenny who was a Lady in Waiting and friend of Katherine of Aragon.

    • But I think that, talking about the hood, If the portrait was made between 1529-1532, as some people are saying, we could related her hood to the portrait of Mary Guildford, for example, made about 1527. They look very similar. And, now, if it is Mary Stafford is more interesting, because some people were saying it could be a posthumous portrait of Joan FitzAlan , Baroness Bergavenny (1375 – 1435).

  5. This is the original etching of 1784 which was made of the portrait, the Victorian copy is not very similar. In the Victorian era Anne Boleyn was a popular figure, it’s likely a copyist altered the image to make it more like Anne. …http://images.library.yale.edu/walpoleweb/oneitem.asp?imageId=lwlpr17849

    This is a colour version of the lost portrait that was auctioned last year… http://criterionauctioneers.com/watermark.php?image_path=http%3A%2F%2Fwww.criterionauctioneers.com%2Fauctions%2F1%2F5%2F1599%2Flotpics%2Fmed%2F76.jpg

  6. Very interesting. The woman in the picture looks very young and her head covering reminds me of those worn by Katharine of Aragon. My seventh graders always called her Annie Boleyn. It made her seem more real to me.

  7. Não é mesmo Lissa Bryan. É uma cópia contemporânea de várias leituras do que poderia ser Anna Bolena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s