Divulgadas fotos promocionais de ‘The White Princess’

A partir da esquerda: Rebecca Benson como Margaret Plantagenet , Suki Waterhouse como Cecily de York , Jodie Comer como Elizabeth de York , Joanne Whalley como a duquesa de Borgonha, Essie Davis como rainha viúva Elizabeth e Michelle Fairley como Margaret Beaufort.

A página do canal STARZ publicou hoje de manhã as primeiras fotos promocionais da série The White Princess. A minissérie de oito episódios começa em 1485, com o final sangrento da Batalha de Bosworth onde Henrique Tudor (Jacob Collins-Levy, em sua estréia) se torna o rei Henrique VII. Elizabeth de York (Jodie Comer), sobrinha de Ricardo, o último rei, é forçada a se casar com Henrique para unir suas famílias em guerra, embora ambos não consigam conter o desprezo que tem um pelo outro. Coroada rainha da Inglaterra, Elizabeth se vê dividida entre a lealdade com seus parentes de sangue, enquanto precisa aplacar seu marido e sua sogra (Michelle Fairley, de Game of Thrones) se estabelecendo como uma peça-chave na política da corte.

15994560_1271717472906984_1281741143664432665_o

Henrique Tudor (Jacob Collins-Levy) e Margaret Beaufort (Michelle Fairley)

Adaptado do romance The White Princess, de Philippa Gregory, a série é uma continuação de The White Queen – uma produção conjunta da STARZ e da BBC, de 2013. No entanto, Emma Frost, apresentadora e escritora da série,   revelou que a série será ‘psicologicamente mais profunda’, onde a ‘política realmente importa e acrescente mais complexidade às intrigas e as pessoas’.

Elizabeth de York (Jodie Comer) e Henrique VII

Elizabeth de York (Jodie Comer) e Henrique VII (Jacob Collins-Levy)

Elizabeth é uma princesa popular da casa de York e amada pelo seu próprio direito. Em seu casamento com Henrique, as casas rivais finalmente se juntaram, e a guerra civil que assolou a Inglaterra por décadas, a Guerra das Rosas, finalmente chegou ao fim.

Jodia Comer interpreta Elizabeth de York.

Jodia Comer interpreta Elizabeth de York.

Para Frost, essa é uma ‘história de um casamento: “É a história de um relacionamento entre Lizzie e Henrique e através desse casamento nós colocamos a política de todo o país. Ele joga através desses tipos de questões que as pessoas sentem e experimentam em seus próprios relacionamentos, mesmo que seja em uma escala tão grande”.

A partir da esquerda: Jodie Comer como Elizabeth de York , Essie Davis como rainha viúva Elizabeth , Jacob Collins-Levy como Henry VII e Michelle Fairley como Margaret Beaufort.

A partir da esquerda: Jodie Comer como Elizabeth de York , Essie Davis como rainha viúva Elizabeth , Jacob Collins-Levy como Henry VII e Michelle Fairley como Margaret Beaufort.

“A batalha começa entre Elizabeth e Margaret Beaufort para ver quem vai controlar Henrique. Ele é o único meio pela qual cada uma dessas mulheres podem exercer o poder”. Frost disse que adora a batalha entre Margaret Beaufort e ELizabeth Woodville, que foi parcialmente mostrada na série The White Queen.”O choque dessas duas titãs é elétrico toda vez que elas estão juntas na tela”.

A partir da esquerda: Jodie Comer como Elizabeth de York , Rebecca Benson como Margaret Plantagenet, Essie Davis como rainha viúva Elizabeth e Suki Waterhouse como Cecily de York.

A partir da esquerda: Jodie Comer como Elizabeth de York , Rebecca Benson como Margaret Plantagenet, Essie Davis como rainha viúva Elizabeth e Suki Waterhouse como Cecily de York.

De acordo com a história, Elizabeth e sua mãe odeiam Henrique, porque acreditam que sua mãe, Margaret Beaufort, assassinou os irmãos de Elizabeth, os príncipes da Torre, dos quais um era herdeiro do trono. Eles têm um enorme ódio e rancor contra Margaret, o que as torna predispostas a detestar Henrique Tudor também – elas não acreditam que sua reivindicação seja ao trono seja legítima, já que foi erroneamente obtido através do assassinato dos príncipes.

A partir da esquerda: Suki Waterhouse como Cecily de York, Rebecca Benson como Margaret Plantageneta e Jodie Comer como Elizabeth de York

A partir da esquerda: Suki Waterhouse como Cecily de York, Rebecca Benson como Margaret Plantageneta e Jodie Comer como Elizabeth de York

“Este é um casamento que tem as apostas mais altas que você possa imaginar”, completa Frost. “Seu sucesso ou fracasso determinará o futuro de todo o país –  se ele vai cair em guerra e derramamento de sangue ou se será capaz de manter essa paz desconfortável”.

Fonte: Harper’s Bazaar,

Anúncios

10 comentários sobre “Divulgadas fotos promocionais de ‘The White Princess’

  1. é claro que Margaret sabia que o FILHO e HERDEIRO de Ricardo III, ia morrer meses depois, “psicologicamente mais profunda”, é me fazer rir…. só que não.

    • Na verdade, o filho e herdeiro dele, Eduardo, morreu em Abril de 1484, pouco mais de um ano antes da Batalha de Bosworth (tem um romance, ótimo, chamado a Favorita do Rei, que mostra que a combinação da morte de seu filho mais a morte de Anne Neville teria levado Ricardo a praticamente se suicidar na Batalha, visto que seu exército tinha 8 mil e o de Henrique 5 mil (Virgílio Polidoro, historiador oficial de Henrique Tudor, registrou que Ricardo, sozinho, morreu lutando corajosamente na linha mais dura de seus inimigos’, usando ainda um cavalo branco e uma coroa em sua cabeça). Já John de Gloucester, filho ilegítimo de Ricardo III, foi executado por volta de 1499. Mas de qualquer forma, duvido muito que a série será ‘psicologicamente mais profunda’ como afirmaram; a própria BBC desistiu de adaptar a série depois de muitas críticas (de figurino, cenas de sexo e nudez desnecessárias, erros históricos, etc), mas a STARZ comentou que os números eram satisfatórios para eles ._.

  2. Olá Maria Helena tudo bem? Gostei demais do seu blog, primeiro porque sou apaixonado pelas histórias da Inglaterra e da monarquia Inglesa, da Britânia Romana passando pelos reinos medievais de Gales, Ânglia Oriental e Ocidental, Mércia, Northumbria, Essex e Wessex de Alfred The Great a Elizabeth II, em particular possuo um carinho especial pela dinastia Tudor, assisti um documentário do NTGEO, algo como os historiadores e analistas forenses de hoje buscando evidências para desvendar crimes antigos e esse se tratava sobre a morte dos príncipes da torre, herdeiros de Edward IV, historicamente nunca se soube o mandante da morte dos meninos se o Tio Ricardo III que se beneficiou da morte deles tornando-se Rei, por muitos séculos considerado culpado tanto que Shakespeare o descreve, em sua versão da guerra das duas rosas como uma pessoa deformada e maquiavélica, porém Henry Tudor também poderia ser o culpado pois ele também se beneficiava da morte dos meninos, o que você acha? Estou ansioso para assistir The White Princess!!!

    • Oi Axl! Que bom que gostou do site! Publicamos artigos referentes a Dinastia Tudor desde 2011,contando com mais de 100 publicações. De fato, Shakespeare descreveu Ricardo dessa forma; mas como se pode observar com os estudos feitos depois do descobrimento do esqueleto do rei no parque de estacionamento anos atrás, a deformidade que Ricardo tinha seria no máximo visível como um ombro um pouquinho maior que o outro, facilmente escondido com as várias camadas de roupas do século 15 – ele não era corcunda nem nada do tipo. Em 2013, eu publiquei um artigo sobre o assunto:
      https://boullan.wordpress.com/2013/09/20/henrique-vii-e-os-principes-da-torre/
      E explicando justamente essas teorias! Pessoalmente, eu não acredito que tenha sido Ricardo III: o povo gostava muito dele, mas com o sumiço dos príncipes a popularidade e apoio caiu bastante – eu acredito que, sendo um estrategista como era, ele saberia disso e não faria de propósito. Acredito que poderia ser alguém próximo a ele, que tenha feito a mando de outros candidatos ao trono inglês.

      • Eu também acredito que a teoria de Henry Tudor ou alguém próximo dele poderia ter ordenado a morte dos meninos, mas e Anne Neville, esposa d Ricardo III, filha do Conde de Warwick, The Kingsmaker, será que ela não seria capaz de mandar matar os sobrinhos do marido para tornar-se rainha? o que acha?

        • É complicado falar de Anne Neville porque as informações sobre ela são muito escassas. Como observou Susan Bordo, até que ponto Anne saberia dos eventos que poderiam colocar a coroa em sua cabeça depende da natureza do seu casamento – ela já era casada com Ricardo há 11 anos, então acredito que se ela tivesse pretensões de realmente ser rainha, não teria se casado com ele. Mas de qualquer forma eles foram coroados juntos em 1483, e pouco depois, o filho deles morreu – oque teve enormes implicações para a estabilidade de Ricardo no trono.

          • Nossa estou adorando conversar com você, nunca tenho ninguém para conversar sobre história, muito obrigado mesmo, realmente não sabemos muito sobre Anne, e sua observação é perfeita sobre isso, levantei essa possibilidade me baseando apenas em seu pai, Conde de Warwick que colocou Edward of York no trono e durante o conflito mudou de lado sempre que se beneficiava, mas não posso julgar a filha por seu pai e nem pela forma com que Anne Neville foi apresentada em The White Queen visto que a história não é seguida a risca. Assisti The White Princess, gostei bastante do ponto de vista do entretenimento, mas como eles mesmos frisam que os personagens históricos são modificados para produzir caráter dramático a trama, o que para mim soou extremamente grotesco, até porque possuo pouca informação histórica para atestar isso, se souber de algo sobre isso por favor me informe, na série Elizabeth of York é apresentada apaixonada por seu Tio Rei Ricardo III a quem tinha entregado sua virgindade no campo de batalha, antes do desfecho da batalha de Bosworth e Henry Tudor, que prometeu casar-se com ela já a conhece sabendo de tudo isso o que torna o primeiro encontro deles bastante tenso. Acredito que isso tenha sido licença poética da série e ao meu ver completamente desnecessário, mas se eu estiver errado e houver embasamento histórico como disse antes por favor me informe! :)

            • Pois é Axl, principalmente em relação a obras de Philippa Gregory o melhor é ignorar a maior parte – os livros já são historicamente incorreto, as adaptações televisivas são ainda piores. Eu explorei mais a questão de Elizabeth e Ricardo III neste artigo, mas acho toda essa coisa de campo de batalha bem improvável, já que ela passou grande parte da sua vida “trancada” nos castelos por medo das facções inimigas da sua mãe.

              Outra coisa: caso você esteja interessado em mais discussões acerca dos Tudor, te convido a participar do nosso fórum:
              http://boullan.forumeiros.org/
              Ele está um pouco ‘abandonado’ justamente porque é difícil encontrar pessoas que tenham interesse nesse assunto. No fórum, você encontra vários tópicos relacionados aos monarcas Tudor, os plantagenetas, livros, filmes e séries relacionados.

              • Obrigado pela dica Maria Helena, vamos aproveitar os seriados apenas como entretenimento e não como fonte histórica, um site que gosto bastante apesar de não ser muito aprofundado é este aqui: http://www.englishmonarchs.co.uk dá uma olhada, talvez você goste, vou participar do blog sim, obrigado pela dica. Conhece a série The Tudors? Pergunta Retórica hahahaha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s