18 de Junho de 1529: Catarina de Aragão poderia ter mentido?

Em 1529, um tribunal eclesiástico, presidido por um representante do Papa, foi criado para julgar a validade do casamento entre Henrique VIII e sua primeira esposa, Catarina de Aragão. O julgamento foi realizado no Blackfriars Priory, em 18 de junho, e rei e rainha foram convocados para comparecer perante o tribunal.

Já discutimos aqui no Boullan sobre o casamento de Catarina com Artur Tudor, e a possibilidade de seu casamento ter sido ou não consumado. A falta de herdeiros masculinos pesava para Henrique VIII: muitos consideravam Dinastia Tudor muito recente e com uma reinvidicação pouco legítima. A memória da Guerra das Rosas ainda era vívida, e apesar da maioria dos pretendentes ao trono terem sido executados, Henrique ainda era incerto de que poderia manter a Dinastia que seu pai havia estabelecido.

Depois de tentar convencer sua esposa, viúva de seu irmão, Catarina, ao entrar em um convento por conta própria – que ela recusou – o Cardeal Wolsey conseguiu que o Papa Clemente VII enviasse um legado, o Cardeal Campegiio, para tentar anular o casamento. A base do julgamento era provar que Catarina de Aragão não era virgem quando se casou com Henrique VIII.

A aparição de Catarina no tribunal no dia 21 de Junho, onde ela fez um apelo apaixonado e de joelhos na frente de seu marido, pedindo-lhe que atestasse a sua integridade e virgindade, foi retrato em quase todos os filmes sobre o assunto. Catarina é considerada uma mulher religiosa, devota e piedosa. Para a maioria de seus apoiantes na época- e hoje – teria sido inimaginável que ela mentisse perante Deus.

Todos sabem a história: Artur se gabou na sua noite de núpcias de ter estado ‘no meio da Espanha’, e enquanto as negociações começavam com seu novo casamento com Henrique Tudor, uma dispensa papal foi procurada. Uma dispensa só teria sido necessária se Catarina não fosse mais virgem. No momento de pegar a dispensa papal, a mãe de Catarina, Isabela de Castela, fez questão de que estivesse por escrito que a primeira união de sua filha não foi consumada. Ela queria garantias de proteção a sua filha na Inglaterra e a manutenção da aliança dos dois reinos, independente do que havia ou não acontecido.

Natalia Rodríguez como a jovem Catarina de Aragão na série Isabel (2014).

Mas e se ela tivesse mentido? Philippa Gregory, amada e odiada por amantes da história Tudor no mundo todo, conta essa versão em seu romance, A Princesa Leal. Só podemos imaginar a angústia de Catarina quando seu primeiro marido morreu apenas cinco meses após o casamento. Ela deveria saber que seu valor como princesa espanhola se manteria se ela ainda fosse virgem – e aquele era o pior momento possível. Após a morte de sua mãe, poucos meses depois, o maior dos reinos ibéricos, Castela, caiu, e Henrique VII já não considerava a aliança com a monarquia espanhola tão boa assim. Catarina então voltaria para casa.

Mas se ela não fosse virgem, seu novo marido, Henrique, teria notado. Ou será que não? O então príncipe e único herdeiro da Dinastia foi extremamente protegido – tanto quanto suas irmãs – e era, provavelmente, virgem na noite de seu casamento. Catarina, pelo contrário, era seis anos mais velha. Ele não teria capacidade para determinar se sua noiva era ou não virgem.

A devoção e penitência de Catarina têm sido colocada em questão nessa teoria. Caso ela de fato estivesse mentido, então havia um porque dela usar camisas de pêlo como forma de punião, além de horar por horas a fio. Mentindo, Catarina garantiria seu destino e se tornaria Rainha da Inglaterra. Enquanto Henrique não tinha muita fé nas mulheres, catarina criou sua filha com confiança em seu futuro e na suas habilidades, lhe dando uma educação exemplar.

Infelizmente, nunca poderemos saber qual a verdade. Henrique, é claro, nunca respondeu se ele sabia ou não se sua mulher era virgem – isso seria um golpe para sua masculinidade. Também devemos considerar que, no século XVI, os juramentos carregavam muito mais peso do que hoje – será que Catarina poderia ameaçar sua alma imortal apenas para preservar um casamento tereno?

Bibliografia:
MICHAELS, Beth. June 18, 1529: Might Catherine of Aragon have Lied?. Acesso em 13 de Junho de 2017.
Melisondre. Catherine of Aragon’s virginity. Acesso em 13 de Junho de 2017.

Anúncios

5 comentários sobre “18 de Junho de 1529: Catarina de Aragão poderia ter mentido?

  1. Eu acredito que não tenha sido consumado. O pai de Artur não queria que o fosse, queria que o menino crescesse mais um pouco, e tem tbm a dama de companhia de Catarina, uma mulher mais velha (esqueci o nome dela agora) que dormia no quarto com ela.

    • Oi Synara! Ninguém dormiu junto com eles no quarto. A dama de companhia de Catarina pode ter dormido antes com ela, mas não durante a noite de núpcias e nem depois, durante o casamento. Isso aconteceu, mais ou menos, com Henrique Tudor: acredito que pouco depois da morte de Artur, começaram a dormir rapazes junto dele no quarto, para protegê-lo se alguém tentasse entrar no quarto ou ele passasse mal. Também, não existem registros de que Henrique VII tenha dito qualquer coisa em relação a consumação do casamento dos dois. Também não existiam evidências, na época, de que Artur fosse frágil ou fraco. Assim como Eduardo VI, esses rumores apareceram depois de sua morte. Ambos tinham 15 anos, que era considerada uma boa idade para casar e ter filhos na época.

        • Ainda não tenho uma opinião definitiva. Ás vezes eu acredito que sim, às vezes que não… Mas na maioria das vezes, acredito que tenha sido sim. Ambos eram jovens, que conheciam seu dever e sabiam o que deveriam fazer – e conviveram juntos durante 3 meses.

  2. Que importa si mintió , Catalina fue una gran reina , querida , religiosa , diplomática , regente , fiel a su esposo , generosa con el pueblo ingles . Yo entiendo si mientio , no tenia muchas salidas con su madre ya muerta y sin ver por ella , su padre prácticamente la dejó en el limbo cuando murió arthur . Si Catalina hubiera dado un hijo heredero a henry ni le hubiera importado este asunto al rey pero como no lo hizo le apareció lo religioso y lo correcto al rey henry después de tantos años casado con la viuda de su hermano :/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s