18 de Março de 1554: Princesa Elizabeth entra na Torre de Londres como prisioneira

No dia 18 de Março de 1554, a princesa Elizabeth Tudor então com 20 anos foi levada para a Torre de Londres. Um dia antes, em 17 de Março, Winchester e Sussex, conselheiros de Maria I, chegaram para escoltá-la a sua prisão. Elizabeth então escreveu uma carta implorando que Maria mudasse de idéia, o que lhe deu 24 horas, uma vez que a maré mudou. Mas Maria estava determinada a ver sua meia-irmã encarcerada, e no dia 18 Elizabeth entrou na Torre de Londres.

Anúncios

Filme: The Royal Diaries Elizabeth I – Red Rose of the House of Tudor (sem legenda)

“The Royal Diaries” é um filme baseado no livro de Kathryn Lasky “Red Rose of the House of Tudor”, fazendo parte uma série baseada nos livros ‘Royal Diaries’, estrelando Tamara Hope como Elizabeth. Lançado em 2000 em fita VHS, foi re-lançado em DVD em 2008. Infelizmente, só tenho esse vídeo com um áudio adicionado em russo, e sem legendas, portanto não consegui traduzí-lo para o português.

A sinopse oficial: Elizabeth, filha do rei Henrique VIII e Ana Bolena, compartilha o seu dia-a-dia dos onze aos quatorze anos, quando se sentia uma princesa invisível e esquecida, tendo sido exilada da vida corte para uma casa de campo. Ela ama mas teme seu pai, que executou sua mãe; ela ama seu irmão, Eduardo, mas não gosta de sua irmã mais velha, Maria, que a tormenta e conspira contra ela. Esperando pela aprovação de seu pai, aproveitando os passatempos típicos Tudor junto da Rainha Catarina Parr e outros membros da corte como seus amigos Robert Dudley e Jane Grey, a autora traz o mundo Tudor de volta à vida pelos olhos de Elizabeth Tudor.

O romance de Elizabeth I e Francisco, Duque de Anjou

Elizabeth

“Confesso que não há príncipe nenhum no mundo a quem eu mais de bom grado me entregaria para ser dele, a quem vós, nem a quem eu me veja mais agradecida, nem com quem eu gostaria de passar os anos da minha vida, por vossas raras virtudes e doce natureza”

Carta de Elizabeth, após a partida de Anjou.

Nascido em 1555, com o nome de Herculés, o jovem francês teve varíola aos oito anos, e seu rosto manchado e sua espinha ligeiramente deformada claramente não atendia à expectativa do nome, que foi mudado para Francisco em homenagem ao seu falecido irmão Francsco II da França. Três anos depois, aos vinte e cinco anos, Elizabeth Tudor ascenderia ao trono da Inglaterra. Continuar lendo

O curioso caso de Mary Baynton, a jovem que fingiu ser Maria Tudor

Mary Tudor

Dizem que a imitação é a maior forma de elogio. Mas no século XVI fingir ser uma pessoa, particularmente uma pessoa importante, era perigoso. Em 1533, uma garota de dezoito anos chamada Mary proclamou em público que sua tia, Maria Tudor, filha de Henrique VII e irmã de Henrique VIII, ex-rainha da França e atual esposa de Charles Brandon, tinha dito uma profecia para ela:

“Sobrinha Maria, eu sinto muito por você, pois eu vejo que sua fortuna será muito difícil, e você terá que mendigar uma vez em sua vida, ou na sua juventude ou depois”.

Continuar lendo